E então que de repente, você sente uma vontade de fazer algo diferente, quer pensar na vida, sair caminhando sem rumo, quer um tempo para si mesmo ou
talvez você queira se desafiar um pouco…
É neste momento que o Caminho de Santiago entra em cena.

O Caminho de Santiago de Compostela é um itinerário de peregrinação que ocorre desde o século IX, quando o principal objetivo era reverenciar as relíquias do apóstolo Santiago Maior (seu sepulcro se encontra na catedral de Santiago de Compostela). Atualmente, a peregrinação conta com os mais variados tipos de caminhantes, que seguem rumo a Santiago por motivos religiosos, espirituais, turísticos, místicos (devido ao livro Diário de um Mago, de Paulo Coelho), etc. A cada ano, mais de 30 mil pessoas percorrem as rotas que levam a Santiago de Compostela a pé, de bicicleta ou a cavalo. Estas são as três formas reconhecidas pela igreja católica como forma de peregrinação.

dscn3409
O caminho mais comum é o Caminho Francês, de Saint Jean Pied de Port a Santiago de Compostela, 775Km. O caminho também pode ser feito por etapas. Muitas pessoas fazem por 1 ou 2 semanas, algumas iniciam em Saint Jean e seguem complementando o caminho várias vezes, por vários anos, até finalizar; outras, fazem os últimos 200Km/300Km até Santiago.

Antes de iniciar o caminho, é importante obter a “Credencial de Peregrino”, que receberá carimbos pelas cidades em que você passar, em geral nos albergues, no qual você se hospedar. Quando chegar a Santiago, você poderá apresentar a credencial e receber sua Compostelana em latim, certificando sua peregrinação.

Você fará seu itinerário todos os dias. Caminha-se em média 20Km a 25Km por dia, dependendo muito da sua disposição física e do clima. O caminho é muito bem sinalizado com flechas amarelas, com a concha de Santiago e indicações com nomes. Então, basta seguí-las, sempre. Dorme-se em albergues, que você encontrará na maioria das cidade que passar, e como há muitas cidadezinhas a cada 5Km/10Km, você então poderá ouvir seu corpo e decidir onde parar.

img_1099

As melhores épocas do ano para iniciar são de final de abril até início de junho, e do meio de setembro até o início de outubro. Nos períodos de mais calor e dias longos, acorda-se em torno de 5h da manhã, para chegar mais cedo e não pegar muito tempo de caminhada sob o sol. Nos períodos em que o dia inicia mais tarde, acorda-se em torno das 6h da manhã. É normal caminhar um pouco ainda no escuro, até o dia raiar, pois, quanto mais cedo iniciar a caminhada, mais cedo chegará ao destino do dia. Quase todos os albergues cerram as portas à noite, entre 21h30min e 22h.

A alimentação é de fácil acesso. Na maioria das cidades você encontrará cafés abertos para o café da manhã a partir das 6h; você encontrará bons bares e cafés ao longo do trajeto, que servem “pinchos/tapas” (pequenas porções de comida) e “bocadillos” (sanduíches), por bons preços; e em todos os lugares, para o jantar, é servido o “menu do peregrino” (entrada, prato principal, sobremesa e vinho) por preços entre 10 e 12 euros.
Você poderá gastar o mínimo possível e baratear seu caminho, de qualquer forma, eu recomendaria um orçamento de pelo menos €30 por dia, para gastos com hospedagem e comida. É possível comprar comida em pequenos mercados e fazer suas refeições nos albergues, que normalmente possuem cozinhas. Poderão haver gastos com remédios, cremes e medicamentos extras, que podem vir a ser necessários.

img_0890

Preparação física é muito importante, bem como treinamentos com a mochila, que será sua parceira por toda a caminhada. Recomenda-se que ela pese até 10% do seu peso. Há livros, guias, aplicativos e websites, que podem te ajudar dia a dia. Em geral, os trajetos são seguros, mas você deve estar atento, principalmente aos seus documentos e dinheiro. Mulheres, atenção redobrada, como de costume.

A língua falada pelos moradores, em geral, é o espanhol. Muitos não falam outra língua, mas compreendem bem mímica e suas tentativas de se comunicar.

O dia a dia de um caminhante/peregrino resume-se em: acordar cedo, tomar café, caminhar, chegar ao destino, encontrar o albergue, tomar banho, lavar roupa, passear na cidade ou descansar, jantar e dormir cedo. Inclui-se os lanches que você fará durante o dia, que varia de pessoa para pessoa. Inclui também os alongamentos, massagens nas pernas e pés, cuidados com bolhas etc, todos os dias, 1 ou mais vezes ao dia, dependendo da necessidade de cada um.

img_0797

Uma das coisas mais legais do caminho são as pessoas!! Você encontrará pessoas de várias parte do mundo, com quem compartilhará vivências. Mas você poderá escolher caminhar sozinho, sem companhia, não tem problema, em geral, as pessoas respeitam seu espaço e silêncio. O caminho faz a todos iguais. Todos seguem com o mesmo propósito: chegar a Santiago de Compostela.

Poderia dizer muitas coisas aqui sobre minha experiência recente com o Caminho (fiz o Caminho Francês de 19/09/16 a 23/10/16), mas o Caminho é muito particular de cada um. Algo que posso afirmar é que não conheço ninguém que tenha retornado do caminho sem ter algo bacana para contar. Então, se você tem interesse, vá, faça sua caminhada e sinta a profundidade disso. Posso dizer que simplicidade, serenidade e paz fazem parte daquilo que foi meu Caminho.

img_0786