Porto, além de ser conhecido por seu vinho, o “Vinho do Porto”, é a segunda maior cidade de Portugal. Além disso, seu centro histórico é considerado Patrimônio Mundial pela Unesco, e diariamente, encanta turistas do mundo todo com sua culinária, beleza e riqueza cultural.

A ponte Luís I foi construída por volta de 1880, unindo as cidades de Porto e Vila Nova de Gaia. A semelhança na sua estrutura com a estrutura da torre Eiffel é visível, pois o engenheiro responsável havia colaborado com Gustave Eiffel, na construção da ponte ferroviária Maria Pia.

Porto oferece uma combinação completa para quem busca boa infraestrutura de transporte, pontos turísticos históricos e bons restaurantes. Mas, o que mais me impressionou nessa última viagem a Porto foi a famosa Festa de São João!

A festa de São João é uma manifestação popular tradicional que atrai uma multidão. Estende-se por seis semanas, entre o final de maio e o início de julho, mas o auge da festa acontece entre os dias 23 e 24 de junho. À meia-noite é realizada a queima de fogos sobre a ponte Luís I, algo similar com a virada de ano celebrada em muitos países.

Embora tratada oficialmente como uma festa católica, celebrando o nascimento de São João Batista, a festa deve sua origem no solstício de verão, celebrando a fertilidade e a alegria das fartas colheitas.

A festa cheia de tradições como os alhos-porós, ramos de cidreira e os martelinhos de plástico (usados para bater na cabeça das pessoas que passam por perto). Tudo com muita alegria, respeito e diversão. No início, fiquei bastante constrangida de sair “martelando” a cabeça das pessoas, que eu não conhecia. Foi então que um idoso me deu uma martelada “carinhosa” e sorriu. Achei um gesto tão divertido e não pude deixar de entrar na brincadeira.

Confira um resuminho aqui.

Revisado por Paula Machado em 1/7/2017

Fontes:
http://www.portolazer.pt/animacao/festas-de-sao-joao
https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Jo%C3%A3o_do_Porto