Cansado de ficar entre a rota Bray e Howth/Malahide nos passeios de domingo, o Dublinando embarcou em um passeio naquela pequena ilha avistável a partir de Howth.

Por volta de 700 DC, três homens santos construíram uma igreja na Ireland’s Eye. A igreja foi nomeada “Cill Mac Nessan”. Lá, eles escreveram uma cópia do manuscrito sagrado dos quatro Evangelhos, chamado a Guirlanda de Howth, semelhante ao famoso Livro de Kells. Cill Mac Nessan deixou de funcionar como uma igreja no século XIII, com todas as atividades transferidas para St. Mary’s Abbey em Howth. Em 1803, a Torre Martello foi uma das três construídas em Howth, a pedido do Duque de York, para prevenir uma possível invasão por Napoleão.

Hoje, a ilha é um lugar agradável e tranquilo onde se pode relaxar e desfrutar da vida selvagem, da praia e respirar um pouco de ar fresco.

A partir de Dublin, é possível chegar a Howth de Dart (trem urbano) ou de Dublin Bus. Você pode pegar o dart na Connolly Station com destino a Howth e desembarcar na última estação. Se preferir ir de Dublin bus, você pode pegar a linha 31 na Talbot St. e desembarcar próximo ao pier ou seguir até a última parada da linha 31 e voltar caminhando, assim já conhece um pouco de Howth.

Você pode facilmente conhecer a ilha com passeios a partir de Howth. A empresa Ireland’s Eye Ferries faz o trajeto diariamente das 10:30 às 17:00, a cada meia hora, aproximadamente. Existem dois tipos de passeio: pode-se dar a volta ao redor da ilha, passando por furnas, paredões e pela torre Martello, pagando 10 euros; ou desembarcar na ilha e ficar o tempo que quiser, e depois pegar um outro barco para voltar para Howth. Neste caso, a travessia leva em torno de 15 minutos e custa 15 euros.

  

Mais informações no site da Ireland’s Eye Ferries.

Eu optei por desembarcar na ilha e dar uma volta a pé. Fiquei aproximadamente 2 horas e foi o suficiente para apreciar as pequenas praias, os paredões e a vida selvagem na ilha.

Revisado por Paula Machado em 30/4/2017